Escritório da Qualidade e Segurança do Paciente

Informes

A 3° Edição de 2021 do Curso de Capacitação em Segurança do Paciente (EAD) já está disponível!!


É um curso exclusivamente on line, através da plataforma Moodle, com carga horária de 60 horas, em que profissionais, alunos e residentes terão uma ampla abordagem sobre Segurança do Paciente.

Está disponível para acesso até dia 28/02/2022.

Acesse: https://ead.huhsp.org.br com seu usuário e senha de login da INTRANET e digite a chave de inscrição.

Aos aprovados, será emitido um certificado para ser impresso!

Lançamento:


Cartilha de Fundamentos de Segurança do Paciente - 1ª edição


Esta cartilha traz os principais fundamentos sobre a Segurança do Paciente e é destinada a todos os profissionais, alunos e residentes que atuam no Hospital São Paulo

É um modo prático, atualizado e simplificado de consulta sobre o tema.

Está permanentemente disponível para acesso (acesso restrito a colaboradores internos - clique aqui).


Destaques

Dia Mundial da Segurança do Paciente – OMS/2021

A Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu o dia 17 de setembro como o Dia Mundial da Segurança do Paciente. O tema da Campanha de 2021 é “Cuidado Materno e Neonatal Seguro - Aja agora para o parto seguro e respeitoso”.

Campanha para o Parto Seguro e Respeitoso - Hospital São Paulo



  • 830 mulheres morrem todos os dias de causas evitáveis relacionadas à gravidez e ao parto (OMS, 2021).

  • 2,5 milhões de recém-nascidos morrem todos os anos, o que representa 47% de todas as mortes de menores de 5 anos (OMS, 2021).

  • 300 mil nascimentos prematuros foram registrados em 2019 no Brasil, o que faz com que o país seja o 10º colocado no ranking mundial de prematuridade (Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, 2020).

  • 38 óbitos maternos por Covid-19 foram registrados a cada semana no Brasil durante 2021 (Observatório Obstétrico Brasileiro, 2021).

  • Hemorragias, infecções, abortos inseguros, eclampsia e parto distócico são as complicações responsáveis por mais de 70% das mortes maternas (OMS, 2021).

  • 11,7% dos partos ocorrem antes das 37 semanas de gestação no Brasil (UNICEF e Ministério da Saúde).

  • Uma de cada cinco mortes maternas por Covid-19 ocorreu fora de uma unidade de terapia intensiva (Observatório Obstétrico Brasileiro, 2021).

  • A razão de mortalidade materna foi de 59,1 óbitos maternos/100.000 nascidos vivos em 2018, número bem acima das metas fixadas pelo Brasil com a Organização das Nações Unidas (MS, 2020).

  • 65% dos óbitos maternos ocorridos em 2018 foram em mulheres com a cor da pele negra/parda (MS, 2020).



Essa realidade pode mudar.

Aja agora para um parto seguro e respeitoso!